quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Os Princípios da Teoria dos Geossistemas

A teoria dos geossistemas é uma proposição explicativa, em base sistêmica, para a diversidade de paisagens do globo. Os fundamentos da referida teoria foram apresentados por Sochava (1978) e reafirmados por Plyusnin e Korytny (2012) que destacaram seus quatro princípios básicos, a saber:

1. O ambiente natural é organizado na forma de uma hierarquia de partes subordinadas, sendo cada uma destas partes denominadas de categorias de geossistemas;

2. Cada categoria de geossistema tem seus próprios parâmetros espaciais de definição que, quando generalizados, podem ser reduzidos a três ordens de dimensão: planetária, regional e local (ou topológica);

3. Os geossistemas são compostos por sucessões ecológicas e transformações pedogenéticas, subordinadas a um potencial ecológico (formas de relevo, litotipo, clima e regime de drenagem). As transformações ocorridas nos geossistemas, com um potencial ecológico constante, constituem a sua dinâmica, enquanto a mudança no referido potencial implica na evolução dos geossistemas;

4. O ambiente natural pode ser classificado com base em dois métodos – regionalização e tipologia.

Referências
PLYUSNIN, V.M.; KORYTNY, L.M. The 55th Anniversary of The V.B. Sochava Institute of Geography SB RAS. Geography and Natural Resources. v.33, n.4, 2012. p.263-269.

SOCHAVA, V.B. Introdução à Teoria dos Geossistemas. Novasibéria, Nauka, 1978. 320p. Em russo.